Obra XVII

As árvores são
individuais como as pessoas

Era uma vez uma
árvore triste.
Achava tudo tão escuro!...
Não percebeu
que uma claridade
a protegia
e que de seu ramos
já nasciam vidas.

Há pessoas que dão
mais importância
para as coisas tristes
e perdem de vista
as alegrias que surgem. ...

AMO

Site da Rede de Sites Artistas Gaúchos