Contos

Pingos

“Eu estava à toa na vida” vendo a chuva cair na vidraça.

Interessante os pingos! A maneira deles resolverem seu itinerário, suas vidas, e a vida dos outros irmãos. Uns encontrando o obstáculo do vidro, vinham ligeiros, fortes e sozinhos, sem olhar para os lados, sem se importar com os outros. Percorriam a janela vitoriosos até o fim do seu destino. Outros andavam um pouco e parece que cansados, sem bateria para continuar no vidro, paravam e ali ficavam criando raízes... Outros vinham com pressa pegavam quem estivesse parado no caminho e o levavam junto, alimentando suas forças. Estariam ajudando ou se apropriando do que não lhes pertencia?

De qualquer maneira, um dia, todos desapareceriam da vidraça.

Fiquei pensando: esses pingos até parecem gente! Pois não é que agimos do mesmo jeito!

A grande verdade é que nós também sumiremos da janela.

AMO - 2015
06/12/2015

 

 

Site da Rede de Sites Artistas Gaúchos